GAMES 4U
 
01/06/2017

Redação Games4U

Diablo III tem versão definitiva no console

RPG, Xbox One, X360, PS4, PS3, PC 

A história da Blizzard com os consoles pode ser facilmente contada nos dedos - e não é por menos: a companhia nunca precisou de mais do que os PCs para se firmar como uma das grandes desenvolvedoras da história dos videogames. Só que o mundo mudou.

Quer dizer, não que eles precisem hoje em dias dos consoles para sobreviver, afinal, Diablo III, quando lançado em 2013 para PC, ultrapassou a impressionante marca dos 9 milhões de jogos. Mas quem em sã consciência passaria uma oportunidade de lucrar ainda mais? Eu sei que não passaria, ainda mais depois de um projeto que durou anos e mais anos de desenvolvimento.

A surpresa então vem na forma de que as versões consoles do jogo são ainda melhores que a do PC. “Como assim!? Blasfêmia!”, muitos dos jogadores mais tradicionais com certeza irão bradar. Mas repito: as versões para consoles PS3/X360 são melhores se o seu objetivo é apenas jogar.

Em seu formato básico, Diablo III é o mesmo jogo de 2013, entretanto, livre de tudo aquilo que pudesse piorar a experiência de todos aqueles que querem simplesmente se divertir e sofrer um pouco nas mãos das forças do Inferno ao lado de velhos e novos amigos. Para começar, não mais é necessário estar conectado à internet para jogá-lo, e foi adicionado a possibilidade de se jogar com até outras três pessoas dividindo o bom e velho sofá.

A jogabilidade também transitou perfeitamente para o mundo dos joysticks, novamente, superando o título original, de forma que as principais habilidades de seu personagem são mapeadas nos botões, e uma nova esquiva com o analógico direito (bem nos moldes de God of War) foi adicionada, garantindo mais brilho e complexidade ao combate que antes se resumia pelo clique-clique certeiro.

Mas a melhor novidade da versão console é na verdade uma ausência. Pois é, diga adeus à famigerada Casa de Leilões. A opção, nos PCs, permitia a jogadores comprarem e venderem suas armas raras gastando dinheiro in-game, ou mesmo notas reais – o que gerou uma verdadeira casta de jogadores/comerciantes que simplesmente buscavam os melhores tesouros para faturar uma grana extra. Até mesmo as regras in-game tendiam para a utilização do serviço. Quer um exemplo? No PC, muitos dos inimigos soltavam equipamentos sem relação com o do seu personagem, para que a troca e o comércio fosse estimulado. E como ficavam os jogadores que só queriam jogar?

Há, como em todo jogo, aquelas coisinhas que poderiam ser melhores, como o fato de não se poder escolher a dublagem americana, ou mesmo de dois jogadores não poderem acessar seus inventários ao mesmo tempo durante o coop local, coisa que jogos como Baldur's Gate e Everquest já haviam feito direito anos atrás - mas ainda assim, falamos de meros tropeços diante de um grande jogo.

Tenha você jogado Diablo III antes, ou deixado a aventura passar, saiba que as versões console são as versões definitivas em termos de qualidade e, o mais importante, diversão.

(Rodrigo Brasiliense)

 

compartilhe

Scooby Doo Salvando Salsicha

Baixar

Zombie Chase

Baixar

Confira as notícias e vídeos do mundo dos games

Tekken 7 agora dá dicas para você melhorar sua performance
Baseado no game, anime de Ghost in the Shell estará na Netflix
Apex Legends ganha nova narrativa na 4ª temporada
Fortnite pode ganhar evento especial do filme Birds of Prey