GAMES 4U
 
08/05/2018

Redação Games4U

Vagas de emprego no mercado de games explodem no Brasil

E-Sports, RPG, Educativo, Casual, Multiplayer, Outros 

De 2015 para cá, as vagas de emprego na indústria  de games subiu incríveis 73%, informa a plataforma do Indeed. E, como já  era de se esperar, São Paulo é o estado com mais ofertas na área.

A indústria de jogos se desenvolveu ao ponto de elevar brutalmente o número de ofertas de emprego no setor. A busca por essas vagas no site Indeed também aumentou 45,6% neste período, com isso, observa-se que a oferta por oportunidades na área de games está maior do que a procura.

Os e-sports impulsionaram muito o mercado de games no Brasil

Hoje este gigante setor de entretenimento acumula receitas estimadas em US$ 36 bilhões, como nos EUA em 2017, de acordo com a Associação de Software de Entretenimento. Se compararmos isso com os ganhos de bilheteria dos campeonatos de games em 2017 nos EUA, que chegaram a pouco mais de US$ 11 bilhões, esse número é ainda mais impressionante.

Os jogos representam um grande negócio – e também um grande empregador, com vagas para designers de jogos, produtores, programadores e artistas, sem mencionar os cargos corporativos, de vendas e marketing. No Brasil, as maiores oportunidades estão concentradas no estado de São Paulo (62%), seguida de Santa Catarina (8%).

O mais impressionante crescimento nas buscas por empregos está na área de e-sports, que representa uma tendência no setor de games. No entanto, há um notável grupo de cargos que está experimentando crescimento em buscas por emprego. Desenvolvedores e programadores de jogos tiveram um aumento constante nas buscas por emprego na plataforma Indeed no Brasil, totalizando 20,6% na comparação entre 2015 e 2018.

De acordo com o Indeed, de 2015 para cá, o número de buscas por designers de jogos também cresceu no país e está em segundo lugar na lista com cerca de 8%.

“Não restam dúvidas que por trás do glamour e empolgação, os jogos são um negócio sério, sujeitos a altos e baixos como qualquer outra indústria importante. Antes de tudo, a área de games é promissora e novas tecnologias trazem inovações e novas oportunidades de carreira”, explica Felipe Calbucci, country manager do Indeed no Brasil. “O mercado de trabalho nessa área se mostra com potencial e vai demandar cada vez mais por profissionais especializados e qualificados, principalmente com habilidades em tecnologia.”

Trata-se de um nicho setorial que, como outras indústrias, está em desenvolvimento devido aos grandes avanços tecnológicos. "O mercado de trabalho de jogos está evoluindo como muitos setores impactados pelo crescimento da tecnologia", ressalta Calbucci. “Nossas pesquisas revelam que há muitas maneiras de entrar nessa área. Há muitas oportunidades para talentos interessados neste espaço, com uma gama de habilidades necessárias. Para muitos, esta indústria oferece a oportunidade de trabalhar com o que ama o clássico emprego dos sonhos!”

Não basta só gostar: tem que estudar muito!

Sendo uma área relativamente nova, as funções disponíveis cobrem uma série de funções, desde o Event Manager (para gerenciar os torneios de games), relações públicas, para promover os jogos e parceiros envolvidos e, claro, funções digitais, incluindo webdesign, etc.

Há, obviamente, demanda por empregos nesta carreira, mas a forma como os videogames são criados está mudando à medida que novas tecnologias, como smartphones e realidade virtual, estão avançando. Isso está levando a mudanças drásticas no mercado de trabalho de jogos.

Ao mesmo tempo em que a VR (realidade virtual) não conseguiu cumprir a sua promessa durante os anos 1990, parece que ela está se saindo muito melhor no século 21. De fato, quando analisamos os empregos em realidade virtual e aumentada, podemos observar resultados impressionantes. Nos Estados Unidos, o número de postagens de empregos em jogos cresceu expressivos 93% desde 2015, com 17% do crescimento ocorrendo no ano passado.

Nos EUA, eventos grandiosos mostram a força dos games

Os dados do Indeed demonstram que nos EUA, desde 2014, tanto os empregos em jogos de realidade virtual em realidade aumentada (AR-VR) quanto em busca de posições com esse conhecimento tiveram um crescimento dramático. Os trabalhos em AR/VR tiveram um crescimento superior a 400%, enquanto as pesquisas por trabalhos em AR/VR tiveram um crescimento de mais de 1500%.

Existe também muito barulho em torno dos e-sports. Embora a ideia de que os jogadores tenham uma carreira no videogame jogando diante de espectadores em Las Vegas possa ter soado como um filme de ficção científica dos anos 1980, isso hoje é uma realidade. E mais, é uma realidade que está gerando empregos: o Brasil é, atualmente, 12º colocado na lista de países com Pro Players mais endinheirados e premiados do mundo. A China ocupa o primeiro lugar; na sequência, estão EUA, Coreia do Sul, Suécia, Dinamarca, Alemanha, Canadá, Rússia, Ucrânia, França e Reino Unido.

No geral, essa história de ter o “emprego dos sonhos” hoje pode ser uma realidade e um meio de vida para quem gosta de videogames.

 

 

compartilhe

Scooby Doo Salvando Salsicha

Baixar

Tuning Cars

Baixar

Pizza Ninja II

Baixar

Scooby Doo Salsicha e Fantasmas

Baixar

Zombie Chase

Baixar

Happy Farmer

Baixar

Galaxy Shooter

Baixar

Football Cup 2018

Baixar

Roulette Vegas Casino

Baixar

Roll That Ball 2

Baixar

Moto Drag Racing

Baixar

Get 10 Men

Baixar

Confira as notícias e vídeos do mundo dos games

Explosão nuclear virtual trava Fallout 76 no mundo inteiro
Veja como encontrar os piores jogadores de FIFA 19
Christmas Carol resgata universo natalino de Charles Dickens
Dublagem de Battlefield V: atores fazem treinamento de guerra
Luxo e artistas famosos brilham em The Sims 4: Rumo à Fama