GAMES 4U
 
29/10/2019

Redação Games4U

PaiN estuda reformular time com coreanos para o CBLoL 2020

E-Sports, Multiplayer, MMO, PC 

À frente da equipe de League of Legends da PaiN Gaming desde abril do ano passado, Djoko não continuará no clube para a próxima temporada. O ESPN Esports Brasil apurou que o treinador foi dispensado como consequência da reformulação do elenco que está sendo planejada dentro da organização.

As informações obtidas pela reportagem mostram que a PaiN estuda voltar a investir em profissionais coreanos. A organização planeja importar jogadores para duas posições, podendo ser um caçador, um atirador ou um suporte. Além disso, a contratação de um treinador sul-coreano também não é descartada.

Tendo em vista que importar coreanos de alto calibre significa alto investimento, a PaiN está realizando um amplo estudo do mercado. As contratações seriam viabilizadas, conforme fontes próximas, por vendas de alguns dos atuais integrantes da equipe.

Djoko não continuará no PaiN para a próxima temporada

O ESPN Esports Brasil entrou em contato com a PaiN, que respondeu que "o planejamento para 2020 está sendo montado e estudado. Até o momento, o Djoko continua na PaiN nesse processo". Já sobre a possibilidade de importar, novamente, profissionais da Coreia do Sul, o clube disse: "No planejamento para 2020 no League of Legends, a PaiN, como sempre, está analisando todas as opções do mercado, e isso inclui as regiões internacionais. Nunca pouparemos esforços para buscar os melhores reforços para nossas equipes. Essa análise, no entanto, não significa que nenhuma negociação ou movimentação concreta tenha ocorrido".

Segundo o banco de contratos disponibilizado pela Riot Games, o vínculo de Djoko com a PaiN é o único com vencimento para este ano: 18 de novembro. Ayel, Minerva, Tinowns, matsukaze, esA, Yang e Mestre possuem contrato até 16 de novembro de 2020, enquanto o treinador Dionrray até 15 de novembro de 2021

Como a PaiN faz parte da Associação Brasileira de Clubes de Esports (ABCDE), a equipe ainda tem um compromisso a cumprir neste ano: a Superliga. Neste torneio, o clube pode utilizar a mesma formação com a qual disputou a segunda etapa do CBLoL. Kami, que está retornando ao competitivo após dois anos afastado, não participará do torneio como revelado pelo próprio jogador.

Rebaixado para a 2ª divisão brasileira no primeiro semestre de 2018, a PaiN conseguiu voltar para o CBLoL em abril deste ano por ter vencido o Circuito Desafiante. Na segunda etapa da liga nacional, o time terminou em 5º lugar após 10 vitórias em 21 séries disputadas.

Ao todo, a PaiN já fez quatro investimentos em profissionais coreanos na história. Em maio de 2014 o clube contratou o atirador Lactea e o suporte Olleh junto com o lendário MakNooN para desempenhar a função de treinador, e no ano seguinte trouxe Cella para ser o analista.

(ESPN Brasil)

compartilhe

Scooby Doo Salvando Salsicha

Baixar

Zombie Chase

Baixar

Confira as notícias e vídeos do mundo dos games

Shenmue III chega após 18 anos de espera e emociona fãs
Vida Universitária traz aulas da vida real para The Sims 4
TerrorMania traz clima de horror à ação de Rage 2
Especial de Street Fighter V terá 40 lutadores e 34 fases