GAMES 4U
 
29/10/2018

Redação Games4U

Mundial de LoL: Fnatic vence Cloud9 e está na final

E-Sports, Tiro, Multiplayer, MMO, PC 

O representante nº 1 da Europa, a Fnatic, garantiu um encontro com a história no domingo (29) quando interrompeu a crescente da Cloud9 em uma série brutalmente curta de 3 a 0, tornando-se a primeira equipe ocidental a avançar para a final do League of Legends desde 2011 - o ano em que a primeira formação da Fnatic levantou a primeira Summoner’s Cup.

Dizer que as expectativas estavam altas antes da partida seria um eufemismo. As tensões entre os torcedores europeus e norte-americanos, que costumam ser deixadas de lado durante os Mundiais, alcançaram o ápice até o início da partida, já que o campeão de cada região disputava a chance de fazer história.

Quando as duas equipes entraram no Rift, ficou claro que apenas uma delas tinha a oportunidade de apoiar a torcida - a Fnatic. O primeiro jogo série foi talvez uma das afirmações mais poderosas de todos os tempos, como o mid laner europeu Rasmus "Caps" Winther e topo Garbeil "Bwipo" Rau eviscerando seus adversários apesar de se abrirem para serem contra-atacados.

O Viktor de Bwipo no topo fez uma performance impressionante, não só porque foi forçado a lutar contra a mais nova força da Cloud9, Eric "Licorice" Ritchie de Ekko, mas também porque recebeu a maior parte da atenção do caçador norte-americano. Entretanto, nenhum deles provou ser o suficiente para impedir o melhor topo da Europa, já que Bwipo não apenas teve um desempenho notável ao lado de seu time, como também conseguiu fazê-lo sem morrer uma única vez, apesar de toda a atenção que recebeu da Cloud9.

A Cloud9 fez o melhor para mudar a aparência da série no segundo jogo, na esperança de evitar um atropelo limpo depois da derrota devastadora no primeiro. A Cloud9 não apenas baniu a LeBlanc de Caps após seu desempenho na partida anterior, como também roubou o Viktor de Bwipo e optou por flexibilizá-lo para uma posição completamente nova ao colocá-lo nas mãos de Zachary "Sneaky" Scuderi na primeira aparição do campeão como atirador na história da competição.

Comemoração da equipe Fnatic no Mundial de League of Legends 2018

A Fnatic respondeu escolhendo uma escalação projetada para escalar até o late game, com Jayce de Bwipo e Xin Zhao de Mads "Broxah" Brock-Pederson, esperando abrir caminho para serem carregador pelo Azir de Caps no final do jogo. No começo, parecia que a tentativa da Cloud9 de quebrar o ritmo adversário havia sido bem-sucedida. A equipe norte-americana conseguiu o primeiro abate graças a um passo em falso do suporte da Fnatic, Zdravets "Hylissang" Iliev Galabov, depois de controlar toda a metade inferior do mapa durante os primeiros 10 minutos, em grande parte graças ao domínio de Viktor de Sneaky na pista.

O alívio da Cloud9, no entanto, foi curto, já que o time não conseguiu aumentar sua vantagem para além de algumas eliminações a mais, enquanto a Fnatic conseguiu alcançá-la na derrubada de torres e excedê-la no farm, especialmente em Caps. Eventualmente, o ponto de ruptura inevitável foi atingido, e a Cloud9 teve que confrontar a realidade de que seus cerca de mil de vantagem de ouro significavam muito pouco em face dos três itens do Azir de Caps, que conseguiu facilmente um quadra-kill aos 25 minutos, o que fez com que o Baron e a vitória se tornassem uma mera obrigação para a Fnatic.

Apesar das orações fervorosas da base de fãs devotada da América do Norte, o terceiro jogo não seria diferente dos dois anteriores. Embora a Cloud9 tenha conseguido mais abates do que nos outros dois somados, a equipe o fez ao mesmo tempo em que morria um número desordenado de vezes, tudo isso sem exercer uma pressão significativa em nenhum lugar do mapa.

Mais uma vez, o trio de estrelas de Bwipo, Broxah e Caps mostrou-se impossível de resistir, embora a Fnatic devesse seu sucesso à Hylissang, que não só impediu o crescimento do Lucian de Sneaky antes que ele pudesse decolar graças a um first blood, mas também encontrou oportunidades de engajamento que permitiram à Fnatic fazer com que todas as teamfights parecessem desequilibrada.

A jornada da Fnatic termina no próximo final de semana, quando os consecutivos campeões da liga europeia marcham para a batalha contra a Invictus Gaming na grande final do Mundial, com cada equipe jogando pela chance de conquistar a Summoner’s Cup para sua região. Quem o favorito deve ser é uma questão que só o tempo dirá, já que o Mundial deste ano ensinou ao mundo que não há, e nunca mais poderá haver, muitos favoritos quando se trata de eventos internacionais.

A grande final entre as duas equipes acontece no próximo sábado (3), a partir das 5h (horário de Brasília). Meia hora antes da série, no entanto, será realizado o show da cerimônia de encerramento do Mundial.

(ESPN Brasil)

 

compartilhe

Tuning Cars

Baixar

Scooby Doo Salsicha e Fantasmas

Baixar

Happy Farmer

Baixar

Scooby Doo Salvando Salsicha

Baixar

Zombie Chase

Baixar

Pizza Ninja II

Baixar

Football Cup 2018

Baixar

Get 10 Men

Baixar

Galaxy Shooter

Baixar

Moto Drag Racing

Baixar

Roll That Ball 2

Baixar

Roulette Vegas Casino

Baixar

Confira as notícias e vídeos do mundo dos games

Point Blank na Coreia tem finais com Juventus da Mooca
Shadow of the Tomb Raider: novos túmulos surgem em The Forge
Payday: Crime War permite "assalto" em grupo no mobile
Liga Escolar de League of Legends do Brasil chega à final
Novo trailer de Just Cause 4 mistura cinema e game de ação