GAMES 4U
 
06/08/2019

Redação Games4U

EVO 2019: 5 momentos que ficarão na história dos e-sports

Luta, Multiplayer, E-Sports, Xbox One, PS4, PC, Nintendo Switch 

Mais um Evolution Championship Series, o mais prestigiado torneio de jogos de luta do mundo, se foi. Durante os três dias do evento, milhares de pessoas convergiram até Las Vegas para ter a chance de colocar seus nomes nos livros de história como campeões da Evo. Novos países brilharam. Novos jogos se destacaram - e um jogador do Paquistão se tornou uma lenda do torneio, mostrando a todos a sua fé no maior palco de jogos de luta.

A seguir, vamos explorar cinco momentos incríveis da Evo 2019.

1. "SEM FÉ, NÃO SOU NADA"
Em quase todos os anos na Evo, há um momento que define o torneio. O confronto de Daigo Umehra contra Justin Wong em 2004, por exemplo. Daigo e Wong se encontraram cinco anos depois, quando a Evo precisava de suas duas maiores estrelas, nas finais do então estreante Street Fighter IV. Juan "Hungrybox" Debiedma finalmente chegando ao topo em 2016, escapando de uma derrota iminente para conquistar o título de Super Smash Bros. Melee daquele ano. Dominique "SonicFox" McLean correndo pelo palco sem sua icônica cabeça de raposa, após vencer o primeiro torneio de Dragon Ball FighterZ da Evo em 2018.

Esses são os momentos que fazem da Evo o maior torneio de jogos de luta de todo mundo.

No Mandalay Bay Events Center, no último domingo 04, Arslan "Arslan Ash" Siddique, do Paquistão, de 23 anos, caiu de joelhos no centro do palco após vencer a grande final de Tekken 7, rezando, enquanto recebia aplausos da multidão ao seu redor. Um novo superstar surgiu de um país não conhecido por suas proezas em videogames.

Arslan "Arslan Ash" Siddique se ajoelha após a conquista do torneio de Tekken 7 na Evo 2019

"Sem fé, não sou nada", disse Arslan Ash em uma entrevista após a partida para Jacob Wolf, do ESPN E-sports, sobre ser muçulmano.

Tekken 7 está ganhando força, ficando mais popular com o tempo. Quando o jogo foi lançado em 2015, e estreou na Evo no mesmo ano, tinha apenas 458 participantes. Quatro anos depois, as inscrições quase quadruplicaram, com 1.885. A profundidade infinita do jogo, com seu layout de luta tridimensional, fez desta edição da Evo uma obrigação para os fãs de jogos de luta.

Primeiramente, Arslan Ash chamou a atenção para si mesmo quando ganhou o campeonato de Tekken 7 na Evo Japan no início de 2019. A grande pergunta após sua vitória histórica no Japão não era se ele seria um candidato à coroa em Vegas, mas se conseguiria chegar ao torneio. Ele teve problemas com o visto para o Japão, juntamente com uma infinidade de outras questões de viagem, o que colocou sua participação na Evo original incerta.

Graças aos esforços de Sherry Nhan e eFightPass, um programa criado para obter vistos para jogadores de esportes, Arslan Ash foi autorizado a viajar para Las Vegas para o que seria o maior momento de sua carreira, derrotando Bae "Knee” Jae-Min, da Coréia do Sul, na grande final.

Foi o maior momento do torneio deste ano, um dos maiores momentos da história da Evo.

2. SONIC FOX AUMENTA SEU LEGADO NA EVO
Mesmo que Dominque "SonicFox" McLean não tenha conseguido o bicampeonato em Dragon Ball FighterZ, o americano de 21 anos ainda teve um final de semana em Las Vegas memorável.

Nos três torneios que SonicFox disputou na Evo, seu pior resultado veio no jogo em que é menos experiente, Soulcalibur VI, onde terminou em 33º entre 746 participantes.

SonicFox tinha o objetivo de se tornar o primeiro jogador a vencer dois grandes torneios na Evo em um único dia. Seus planos de vitória incluíam DBZ e Mortal Kombat 11, mas seu arquirrival Goichi "GO1" Kishida impediu que se tornassem realidade. Os dois jogadores se enfrentaram na grande final de um torneio de 1.191 participantes e tiveram um clássico instantâneo com mais de 100 mil fãs sintonizando online para assistir à revanche de seu confronto de 2018, quando a SonicFox foi campeão.

Neste ano, foi a vez do jogador japonês se vingar, e GO1 derrotou o SonicFox na final da chave de vencedores antes de vencer o campeonato de DBZ ao derrotá-lo novamente na grande final. Após a vitória de GO1, a primeira pessoa a parabenizá-lo foi o próprio SonicFox, o ex-campeão erguendo o braço do japonês ao som da torcida.

Na sequência, SonicFox encarou o desafio de Mortal Kombat 11, um jogo em que ele é invicto na Evo desde a o título de 2015. O competidor defendeu seu trono em MK com uma vitória sobre Ryan "Dragon" Walker na grande final. Ao contrário da final de DBZ, SonicFox fez um trabalho rápido e venceu antes que o relógio apontasse meia-noite no sábado (03).

Com a vitória em MK11, SonicFox tem agora cinco conquistas da Evo em sua carreira ilustre, que deve durar ainda muitos anos. Mesmo sem a vitória em DBZ ou os dois títulos em um dia, a colocação da SonicFox no panteão dos jogadores de luta está garantida.

Juntamente com Daigo Umehara e Justin Wong, o nome Dominique "SonicFox" McLean terá o mesmo peso e a merecida reverência.

Leonardo "MkLeo" Lopez segura seu troféu em Super Smash Bros. Ultimate

3. A TERCEIRA É A QUE VALE
O número 1 mundial de Super Smash Bros. Ultimate, Leonardo "MKLeo" Lopez Perez, estava muito focado em Las Vegas. Esperava-se que o fenômeno adolescente mexicano marchasse até a grande final de domingo sem problemas, mas isso não aconteceu. Takuto "Kameme" Ono do Japão derrotou MKLeo e o enviou para a repescagem ainda no sábado, trazendo de volta lembranças ruins de torneios passados da Evo. Em 2017, MKLeo chegou à grande final, mas perdeu para Gonzalo "ZeRo" Barrios. No ano seguinte, ele nem sequer teve a oportunidade de participar do torneio graças a um súbito caso de catapora.

Pelo terceiro ano consecutivo, MKLeo estava à beira de ver outra chance de ganhar um troféu de Evo desaparecer. No entanto, o melhor do game sobreviveu à repescagem e alcançou a grande final da Evo para enfrentar o segundo colocado do mundo, o norte-americano Gavin "Tweek" Dempsey.

Mais uma vez, MKLeo esteve em desvantagem, ficando rapidamente em 0-2 na série. Com os melhores jogadores do game em ação, os números no Twitch saltaram para mais de 200.000 e toda essa audiência viu MKLeo reagir. MKLeo conseguiu a virada na grande final e finalmente levou o troféu da Evo para o México.

Na mesma noite, MKLeo demonstrou sem sombra de dúvida quem é o melhor jogador do mundo em Super Smash Bros Ultimate e o game provou sua legitimidade como digno de fechar a maior noite do ano para jogos de luta.

4. SOULCALIBUR TIRA PROVEITO DOS HOLOFOTES
Junto com jogos essenciais da Evo, como Street Fighter, há sempre um ou dois games que têm a chance de se aparecer no torneio. Geralmente acontece na forma de títulos mais antigos, com apoio de seus fãs, como foi o caso de Super Smash Bros. Melee. Soulcalibur VI foi lançado em outubro de 2018 e este ano foi uma excelente oportunidade para que uma das franquias pétreas do FGC tivesse outra chance nos holofotes da Evo. Embora o jogo não tivesse o melhor horário – se passou durante o dia - seus fãs obstinados saíram ainda na noite de sexta-feira (02) para assistir ao início das festividades do fim de semana.

A final no grupo de vencedores entre o japonês Yuta "Yuttoto" Sudo e o francês Jérémy "Skyll" Bernard não foi a partida mais assistida do final de semana, mas ficou próxima desta marca. O que começou como uma mera partida de luta entre dois dos melhores jogadores de Soulcalibur no mundo evoluiu para uma batalha de força de vontade. Seu confronto chegou ao ápice no round decisivo, com duas vitórias em um melhor de cinco para cada lado, empatado até no dano infligido um no outro - ambos com poucos pixels de barra de saúde. Yuttoto conseguiu vencer a maratona contra Skyll e venceu o americano Zain "Bluegod" Tibeishat para se tornar o campeão mundial de Soulcalibur VI.

No geral, o torneio foi um começo apropriado para Evo e bastante positivo para Soulcalibur VI como atração para o próximo ano, quando o fundador do torneio, Joey Cuellar, terá que decidir quais os oito jogos serão escolhidos para o palco principal do Mandalay.

5. NOVOS PAÍSES BRILHARAM EM LAS VEGAS
Bahrein, Paquistão e Emirados Árabes Unidos não são os primeiros países que vêm à mente quando se pensa em e-sports, mas essa percepção mudou um pouco na Evo 2019.

Sayed "Tekken Master" Hashim Ahmed, 24, do Bahrein, é um rosto familiar na comunidade de jogos de luta. Sua estreia como jogador foi em 2016, quando ele encarou SonicFox na grande final de Mortal Kombat X na Evo, perdendo por pouco para o pentacampeão. Depois de passar por outro jogo da Netherrealm, Injustice 2, Tekken Master retornou ao Mortal Kombat com o lançamento de MK11, chegando ao top 16 no Community Effort Orlando há um mês na Flórida. Na Evo deste ano, Tekken Master chegou ao pódio, terminando em terceiro no torneio MK11 em que SonicFox levou mais uma vez o título.

No domingo, foi Adel "Big Bird" Anouche, nascido na Argélia, mas representando os Emirados Árabes Unidos, que se destacou vindo de um país emergente nos e-sports em Street Fighter V, lutando a partir da chave dos perdedores para encarar Masato "Bonchan" Takahashi. Assim como Tekken Master, no entanto, a vitória não era para ser. Ainda assim, o segundo lugar coloca Big Bird em uma posição forte para a Capcom Tour Finals. E, como já mencionado, Arslan Ash fez o que os outros dois jogadores não conseguiram, trazendo o Paquistão seu primeiro campeonato mundial de Evo com sua vitória em Tekken 7.

A Evo teve jogadores de 80 países diferentes, e esse número só deve aumentar à medida que a indústria de videogames cresce em todo o mundo. Já se foram os dias em que apenas alguns países ocupavam o topo da tabela de classificação. O maior sucesso do Evo 2019 é que o torneio, não apenas sua contraparte japonesa, está cada vez mais internacional - e é uma coisa muito boa.

(ESPN Brasil)

compartilhe

Farm Rescue

Baixar

Pizza Ninja II

Baixar

Happy Farmer

Baixar

Tuning Cars

Baixar

Jewel Bubbles 2

Baixar

Astronaut Walking Saga

Baixar

Get 10 Men

Baixar

Galaxy Shooter

Baixar

Roulette Vegas Casino

Baixar

Football Cup 2018

Baixar

Moto Drag Racing

Baixar

Roll That Ball 2

Baixar

Confira as notícias e vídeos do mundo dos games

Macetes para jogar no modo Pro-Bowl de Madden 20
Mundial Pokémon 2019: veja quem foram os campeões
Tiago Xisto deixa Wunderman e é o novo CEO do Vivo Keyd
Campeonato Alemão será a grande surpresa de FIFA 20