GAMES 4U
 
18/06/2019

Fernando Souza Filho

A incrível história de Wonder Blade, censurado na China

Arcade, Luta, iOS, PC, Android 

Existem games cuja trajetória nos bastidores é tão inacreditável que daria um filme de ação e suspense tão empolgante quanto o próprio jogo. É exatamente esse o caso de Wonder Blade, jogo criado por um solitário desenvolvedor chinês chamado Toby.

O nome na verdade é um pseudônimo, pois Toby sofre “pressão” do partido comunista chinês, cuja censura obrigou o desenvolvedor a esconder seu nome verdadeiro.

Tudo começou em 2008, quando Toby se formou em tecnologia de animação e começou a trabalhar com um sócio em uma franquia chamada BioFrenzy. O sócio caiu fora, deixando Toby com as mãos abanando. Ele então começou a fazer bicos para levantar um dinheirinho e fazer um curso de Unity, ferramenta de desenvolvimento que viria a se tornar a base de Wonder Blade.

Trabalhando no jogo nas horas vagas dos bicos, Toby levou cinco longos anos para finalizar sozinho Wonder Blade, mas só conseguiu publicar para iOS por causa da censura do partido comunista chinês ao Google, dono do Android.

O jogo se “espalhou” por fóruns de fãs, ganhou alguns prêmios de melhor game de 2018, mas acabou ficando famoso por ser “o maravilhoso game que ninguém nunca jogou”.

E é aí que entra a East2West Games, empresa chinesa que enfrenta a censura comunista para publicar com liberdade projetos chineses em todas as platafomas possíveis. E é assim que nesta semana enfim sai a versão Android de Wonder Blade, que será seguida da edição para PC em 7 de julho.

Wonder Blade é um adorável e divertido slash’em up de ação lateral com uma viciante mecânica de ataque aos inimigos.

(Fernando Souza Filho)

compartilhe

Zombie Chase

Baixar

Scooby Doo Salvando Salsicha

Baixar

Confira as notícias e vídeos do mundo dos games

Escola de Hogwarts no Minecraft levou 7 anos pra ser concluída
PUBG agora tem edifícios destrutíveis e túneis secretos
Fortnite mudará visual e jogabilidade para sua 2ª temporada
Humor e sci-fi se misturam em Journey to the Savage Planet